quinta-feira, 22 de setembro de 2011

Como eu sou e o que sou?


“Eu poderia falar todas as línguas que são faladas na terra e até no céu, mas, se não tivesse amor, as minhas palavras seriam como o som de um gongo ou como o barulho de um sino. Poderia ter o dom de anunciar mensagens de Deus, ter todo o conhecimento entender todos os segredos e ter tanta fé, que até poderia tirar as montanhas do seu lugar, mas, se não tivesse amor, eu não seria nada. Poderia dar tudo o que tenho e até mesmo entregar o meu corpo para ser queimado, mas, se eu não tivesse amor, isso não me adiantaria nada.
 Quem ama é paciente e bondoso. Quem ama não é ciumento, nem orgulhoso, nem vaidoso. Quem ama não é grosseiro nem egoísta; não fica irritado, nem guarda mágoas. Quem ama não fica alegre quando alguém faz uma coisa errada, mas se alegra quando alguém faz o que é certo.    1 Coríntios 13:1-6

Como é fácil nós buscarmos conhecimento, inteligência, tecnologia, prosperidade, dentre outras coisas. A cultura do mundo que leva as pessoas ao individualismo é a mesma que as torna insensíveis para o amor, pois o individualismo gera solidão e a Palavra de Deus diz que “o solitário busca os seus próprios interesses.” E se só nos preocupamos com nós mesmos, somos egoístas.
Quantas pessoas são ciumentas, arrogantes, grosseiras, maldosas, irritadas, egoístas, magoadas, tristes, vaidosas e orgulhosas. E tudo isto é fruto de quem não tem amor. Não falo de um amor sensual ou amor “eros”. Nem de um amor sentimental ou “fileo”. Mas falo do amor “ágape”: O verdadeiro amor. A Bíblia diz que este Amor só podemos receber de Deus, pois Deus é amor. E quem é nascido de Deus ama porque conhece a Deus.
Verifique na sua vida quais destes sentimentos negativos tem te acompanhado diariamente. Se algum ainda te acompanha, livre-se dele ou deles, se enchendo do amor de Deus. E para isto, leia a Bíblia, ore, peça oração para alguém que esteja cheio da presença de Deus e busque se preocupar com o próximo antes de se preocupar com si mesmo.