sexta-feira, 4 de março de 2016

A barata

Leia a experiência de nossa amiga , médica, Paula Camilato:


Trabalhar numa emergencia não é fácil. Da vontade de desistir todos os dias, mas algumas situações nos renovam!

Chego no meu plantão às 7h da manhã e encontro uma paciente aos prantos com a mão no ouvido. Pergunto para enfermagem: "É caso de otorrino? Pq deixou entrar? Sabe que não temos otorrino aqui!" E a paciente:  "Dra estou aqui desde 4 e meia da manhã, não tenho condições de ir para outro hospital!"

E aí o que vc faz? Sem especialista na casa. Sem otoscópio. Sem material adequado. Ficar com a paciente "na mão", berrando de dor, dizendo que tem algo em seu ouvido. Olho e vejo um inseto. Tirá-lo de lá é questão de honra ahahahah Deus ajudou e nós vencemos essa baratinha horrenda, que saiu viva de dentro do ouvido ainda por cima. E aí dei meu ataque de menininha pedindo ajuda para matar o inseto maldito ahaha

 E instantaneamente a paciente e sua irmã me abraçam e me beijam, agradecendo "aos anjos" por terem me colocado no caminho delas.

Aaaaahhhhhh, isso não tem preço! Não há estresse no mundo que suplante esse retorno, esse prazer!"


O que o Espírito falou ao meu coração no instante em que li esta publicação da Paula no Facebook: 


Paula, isso é coisa de filme. E você tem toda a razão. Esse negócio de tirar baratas de dentro de uma pessoa, ainda mais, viva, e ouvir elas felizes depois da extração, alegres, te abraçando, não tem preço. E o que me chamou a atenção, Paula? É que nós, os pastores, fazemos isso todo dia, de outra forma, no mundo espiritual. Só que não são apenas baratas, escorpiões, morcegos, ratos, vermes, pulgas, moscas e aranhas e cobras venenosas. São espíritos malignos, demônios atormentadores que ficam lá dentro querendo penetrar no coração, na alma,  comer tudo o que tem lá dentro. E através do nome de Jesus, estas pessoas vão sendo restauradas, dia a dia, até serem totalmente libertas. Imagino o pavor de uma barata viva no ouvido, se mexendo, mas milhares de pessoas vivem com espíritos malignos se mexendo dentro delas, porque falta Jesus. 

E aqui deixo uma dica aos que não confessaram a Jesus como Salvador e Senhor: Se você sente algo dentro de você, procure os pastores da igreja. Estes vão orar por você, levar você a conhecer Jesus e a confessar Jesus como Senhor e Salvador de tua vida. E quando Jesus entrar, todos os insetos venenosos e mortíferos do inferno terão que sair, porque nesse dia, entrou a luz, a verdadeira Luz que tira o pecado do mundo e te liberta da escravidâo do pecado. Jesus te liberta, mas nós os pastores ou presbíteros (que presidem) fomos comissionados por Deus para isso. E não tem prazer maior de ver vidas transformadas e libertas, Paula Camilato, assim como você ajudou a libertar essa pessoa da sua barata. Glórias a Deus. Amigo e amiga, Conheça Jesus, e seja livre. "Se pois o filho vos libertar, verdadeiramente, sereis livres. Jesus liberta.