quinta-feira, 23 de agosto de 2018

Progredindo no Desenvolvimento Espiritual...

"Finalmente, irmãos, nós vos rogamos e exortamos no Senhor Jesus que, como de nós recebestes, quanto à maneira por que deveis viver e agradar a Deus, e efetivamente estais fazendo, continueis progredindo cada vez mais; porque estais inteirados de quantas instruções vos demos da parte do Senhor Jesus." 
1 Tessalonicenses 4:1-2

Introdução:

Falando da sua vida espiritual, aonde você está e aonde gostaria de chegar? Você sente que às vezes parece que estacionou e não desenvolve, pelo contrário, parece que retrocedeu em algumas áreas? Qual foi a última vez que você confessou pecados a alguém? Se você reconhece que cometeu erros na vida espiritual no ano passado, o que está fazendo para não cair nos mesmos erros, ou quais foram as medidas que você tomou para mudar a situação? 
Paulo nos alerta a continuar progredindo cada vez mais. É importante você medir a sua vida espiritual e ver a que níveis andam a sua maturidade espiritual e o que precisa ser feito para continuar progredindo e não regredindo. Há muitas pessoas que regridem espiritualmente. 

Discípulo precisa aprender a discipular

Gostaria de expôr algumas regras básicas com relação ao discipulado, pois queremos que haja equilíbrio no corpo,  o que não está acontecendo, na prática. Em Efésios 4:15-16 diz:
"Mas, seguindo a verdade em amor, cresçamos em tudo naquele que é a cabeça, Cristo, de quem todo o corpo, bem ajustado e consolidado pelo auxílio de toda junta, segundo a justa cooperação de cada parte, efetua o seu próprio aumento para a edificação de si mesmo em amor."
 
Cada membro deve entender a importância de seu auxilio como "juntas e ligamentos" nesse corpo. Então, aí vão alguns conselhos e diretrizes, pois este foi o modelo apresentado por Jesus e seus discípulos. 

1. Todo discípulo deve ser levado a aprender a obediência e submissão antes de discipular ou liderar células (Efésios 6:1)
2. Assim que houver frutos dignos de arrependimento e começar a praticar os princípios fundamentais da Palavra, o discípulo deve ser ensinado a discipular outros irmãos mais novos, espiritualmente, do que ele. Há muitas pessoas que exigem um discipulador, mas não aceitam discipular ninguém. Quem faz isso, nega a ordem de Jesus para "fazer discípulos". 
3. Discípulo não escolhe discipulador, assim como filhos não podem escolher quem serão seus pais. Jesus orou antes de saber quem eram os homens que ele iria discipular para não incorrer no erro de escolher segundo a vontade da carne, alma, sentimentos. Muitas pessoas escolhem discípulos porque sentiram afinidade. Depois de alguns anos, chegam a conclusão que aquela pessoa não queria Jesus, não quis se submeter, não se arrependeu e só causou confusão no meio do rebanho ou da célula, influenciando negativamente outras pessoas. Escolher discípulos, não significa julgar a pessoa, mas buscar a orientação, no Espírito, para saber se aquela pessoa está disposta a pagar o preço de negar a si mesmo, tomar a cruz e seguir a Jesus incondicionalmente, através do seu discipulador.
4. Discipulado não é um encontro semanal e não é um curso bíblico! Discipulado é andar com alguém que te conduz a Jesus Cristo, no dia a dia, nas coisas práticas, com exemplos práticos. Tem que estar disposto a ser transparente, abrir o coração, orar juntos, compartilhar a Palavra juntos, se alegrar no Senhor juntos, e muito mais. O discípulo precisa entender que ele vai ser conduzido a ser transformado para ser igual a Jesus. Discipulado não é um meio para alcançar benefícios ou bênçãos, prosperidade e equilíbrio pessoal. Para ser discípulo de Jesus, o "Eu" tem que diminuir para que "ELE" cresça. 
5. Levar uma pessoa à conversão, não é discipulado. É evangelismo. O discipulado começa quando houve arrependimento de pecados, conversão genuína, novo nascimento. Por exemplo, quando a pessoa decidiu abrir mão dos prazeres carnais, dos vícios, das palavras torpes, etc... para ser sal da terra e luz do mundo.

O QUE PODEMOS FAZER...

Antes de pensar em um discipulador, tenha o desejo de ajudar alguém, de discipular alguém. Servir, sempre é melhor do que ser servido. 
É sempre bom e recomendável não discipular alguém sem ter um discipulador. Se você ainda não tem um discipulador, busque auxílio com o seu pastor até que alguém possa te ajudar e te discipular.
Ore antes de discipular alguém. Ore enquanto discipula alguém. Ore sem cessar para que haja transformação dessa vida no mundo espiritual e que essa pessoa se transforme em um discípulo que faz discípulos. Ser discipulado e não fazer discípulos (para quem já teve tempo para amadurecer, crescer e frutificar) traz desequilíbrio ao corpo, sugando suas energias e travando o seu desenvolvimento.

No amor de Jesus Cristo, 

Filipe A. Espindola