sábado, 9 de janeiro de 2016

O temor do Senhor! Salmos 36:1-4

"Há no coração do ímpio a voz da transgressão; não há temor de Deus diante de seus olhos. Porque a transgressão o lisonjeia a seus olhos e lhe diz que a sua iniqüidade não há de ser descoberta, nem detestada. As palavras de sua boca são malícia e dolo; abjurou o discernimento e a prática do bem. No seu leito, maquina a perversidade, detém-se em caminho que não é bom, não se despega do mal." Salmos 36:1-4

Todos nós, que somos filhos de Deus conhecemos o conceito bíblico de que o Temor do Senho é o princípio da sabedoria. Vamos analisar como anda a prática do Temor do Senhor. Precisamos lembrar de que a ausência de santidade é uma clara evidência da ausência de Deus e de que a maldade é fruto de uma raiz ateísta. Muitos dizem que Deus está em todo lugar, que todos os caminhos levam a Deus! Mas se isso é verdade para eles, porque eles ousam quebrar as suas leis diante da sua presença? Todos aqueles olhos que não tem temor de Deus agora, sofrerão os terrores do inferno diante de seus olhos eternamente.

Diz o insensato no seu coração: Não há Deus. Corrompem-se e praticam abominação; já não há quem faça o bem. (Salmos 14:1). E fazem isso porque não tem temor diante de Deus. A nossa nação está sofrendo tudo isso porque não há temor de Deus.

Davi está convencido de que o ímpio, ou seja, o perverso, o imoral, o viciado, o rancoroso, o vingativo, ou toda a lista de Gálatas 5:19-21, não tem uma idéia apropriada de Deus ou respeito por Ele.

Homens tementes a Deus vêem os seus pecados e lamentam, choram, sentem pesar, tristeza e arrependimento, aonde o contrário é a situação em que nós temos certeza de que não há temor de Deus.

Ele ilude a si mesmo dizendo: Sou um cara legal, um homem do bem, digno de grande respeito. Ele aquieta a sua consciência e assim, engana e ilude o seu próprio julgamento, reconhecendo e tendo a si mesmo como um padrão de excelência. Se não for um padrão de moralidade, será por ter um senso suficiente para não ser escravo das regras que são obrigações dadas a outros. 

Ele é um pensador livre, libertino, devasso, um homem de uma mente forte, que odeia o proibir, mas é filósofo; e os servos de Deus são, no seu conceito, malvados e limitados, sem imaginação. 

De todas as lisonjas, esta é a pior de todas. Mesmo o pássaro mais idiota jamais faria armadilhas para ele mesmo, e o advogado mais vigarista, não enganaria a si mesmo. O sentido no texto hebraico significa: "suavizar a sua própria conduta para a sua própria consciência é suavizar o seu caminho para o inferno"

A queda para a ruína eterna é fácil o suficiente, sem fazer um escorregador disso, como os aduladores de si mesmos fazem. A seu tempo a iniquidade é descoberta. O cheiro da podridão aparece cedo ou tarde forte o suficiente para ser escondida. Há uma hora em que os leprosos não conseguem esconder a sua doença. Existe um limite para os aduladores de si mesmos. Ele é descoberto em meio a um escárnio geral e não consegue mais manter a farsa que ele montou tão bem. Se isto não acontece nesta vida, a mão da morte irá colocar luz sobre o caráter encoberto e escuso, e expor o pecado para vergonha e desprezo.

O processo da auto-lisonja plenamente prova o ateísmo dos pecadores, uma vez que o mero sinal de que Deus os vê, tornaria tais auto-lisonjas extremamente difíceis, senão impossíveis.

Crença em Deus, como a luz revela, assim, nossos pecados e maldades são percebidos; mas homens maldosos e ímpios estão na escuridão, pois eles não conseguem ver o que é tão claro dentro deles e ao seu redor que os encara frontalmente na face.

Portanto, se você pratica o pecado, não tem temor de Deus. Se você não pode perdoar o seu cônjuge, não tem temor de Deus. Se você anda na pornografia, no vício do cigarro, da bebida, do jogo, não tem temor de Deus. Precisa de conversão!

Entrega a tua vida a Ele hoje, entrega tudo isso. Provérbios 28:13 diz: O que encobre as suas transgressões jamais prosperará; mas o que as confessa e deixa alcançará misericórdia.

Se você não tem temor de Deus você é ímpio, se é ímpio é ateu. Talvez até diga que é evangélico, que vai a igreja regularmente, que ajuda os pobres e necessitados, mas se você serve a Deus e pratica o pecado, ainda é ímpio e ateu por princípio, na prática. 

Quem é você? Homem temente a Deus, que se desvia do mal, ou ímpio que vê o mal e vai adiante na transgressão?

Em 2016, seja mais temente a Deus, na prática!





--