terça-feira, 14 de maio de 2019

Se esvaziar das impurezas para se encher de Deus e de santidade


Paulo nos ensina em Colossenses 3:3 que "morremos com Cristo" e agora a nossa vida pertence a Deus! O passo seguinte é a mudança na mente (Romanos 12:1-2) que deve acontecer a cada dia. Esta mudança envolve limpeza, abandonar as velhas práticas e vícios mundanos por atitudes de fé e que refletem o caráter de Cristo, para que venhamos a desenvolver as virtudes de Jesus Cristo!

Em 1 Pedro 2:5 diz: "também vós mesmos, como pedras que vivem, sois edificados casa espiritual para serdes sacerdócio santo, a fim de oferecerdes sacrifícios espirituais agradáveis a Deus por intermédio de Jesus Cristo." 
Em 1 Pedro 2:9 diz: "Vós, porém, sois raça eleita, sacerdócio real, nação santa, povo de propriedade exclusiva de Deus, a fim de proclamardes as virtudes daquele que vos chamou das trevas para a sua maravilhosa luz;"

Em ambos os textos, é dito o propósito de nossa vida espiritual, de forma diferente, mas com o mesmo sentido. Para que possamos proclamar as virtudes de Jesus Cristo, teremos que oferecer sacrifícios espirituais agradáveis a Deus, não a nós. Nós somos o sacrifício e isto vai doer, vai custar a minha vontade sendo negada por mim mesmo, a minha obediência e submissão ao senhorio de Cristo até que as virtudes Dele se tornem as nossas. E que virtudes são essas?

Aquele que se diz crente, nova criatura em Cristo, e que chama Jesus Cristo de Senhor deve:

NEGAR, FAZER MORRER, SE DESPOJAR, ABANDONAR:
  • A natureza terrena: prostituição, impureza (Ex. sensualidade, sexo ilícito), paixão lasciva, desejo maligno e avareza.
  • Ira, indignação, maldade, maledicência, linguagem obscena do vosso falar, mentira e acepção de pessoas.
SE REVESTIR E PRATICAR:
  • A Misericórdia, a bondade, a humildade, a mansidão, a longanimidade.
  • Dar suporte e ajuda e se permitir receber suporte e ser ajudado.
  • Perdoar os outros e a si mesmo, e assim, ser perdoado por Deus e pelos irmãos.
  • Alimentar o amor pela Palavra de Deus para que o amor de Deus seja o vínculo da perfeição.
  • Trabalhar para que a paz de Cristo seja o árbitro em nosso coração e não, os nossos sentimentos.
  • A gratidão em todo o tempo.
  • Encher a mente com a Palavra de Deus em todo o tempo.
  • Ensinar, instruir e aconselhar-se mutuamente, com os irmãos em Cristo.
  • Louvar a Deus com salmos, hinos e cânticos espirituais, com gratidão.
  • Perseverar na oração, vigiando com ações de graças.
No amor de Jesus Cristo,

Filipe A. Espindola

#mudanca #amargura #alegria #motivacao #forca #animo #novavida #senhoriodecristo

4 comentários: